-
Postado em 09 de Dezembro de 2020 às 21h46

Agropecuária cresce 2,4% em 2020

Mercado (153)

PIB divulgado pelo IBGE mostrou bom desempenho da atividade de janeiro a setembro, apesar da pandemia e dos impactos do câmbio nos custos de produção

Apesar dos efeitos adversos da pandemia e do impacto da desvalorização cambial nos custos de produção, o setor agropecuário mostra desempenho consistente em 2020, crescimento de 2,4% de janeiro a setembro deste ano frente ao mesmo período de 2019.

A análise está no Comunicado Técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) sobre o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado nesta quinta (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado de 2020, indústria e serviços tiveram queda de 5,1% e 5,3%, respectivamente.

No acumulado de 12 meses, o IBGE mostrou que a agropecuária também teve desempenho positivo, com expansão de 1,6% ante 12 meses anteriores, enquanto indústria e serviços novamente tiveram retração (-3,5%).

Especificamente no terceiro trimestre, o PIB da agropecuária caiu 0,5% em relação ao segundo trimestre deste ano e teve ligeira alta de 0,4% na comparação com o terceiro trimestre de 2019. Os destaques da produção agrícola brasileira no 3° trimestre de 2020, segundo o IBGE, foram o café (21,6%), cana (3,5%), algodão (2,5%) e o milho (0,3%).

No resultado geral, o PIB do Brasil cresceu 7,7% frente ao segundo trimestre deste ano, de acordo com o IBGE. “Os dados mais recentes, referentes ao 3° trimestre/2020, sugerem que o pior momento da crise brasileira parece ter ficado para trás já que o desempenho do 3° trimestre é significativamente melhor que o do trimestre imediatamente anterior”, diz o Comunicado Técnico da CNA.

Entretanto, se comparado com o terceiro trimestre do ano anterior, o PIB registra queda de 3,9%. No acumulado de janeiro a setembro de 2020, a retração é de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

 

Texto: Assessoria de Comunicação CNA

Imagem: Unsplash

Veja também

Custos de produção de suínos e de frangos de corte atingem o maior valor do ano em R$/kg vivo em outubro21/11/19 Os custos de produção de suínos e de frangos de corte calculados pelas CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, tiveram aumento acima de 2% no mês de outubro. Enquanto o ICPFrango registrou o terceiro mês consecutivo de alta (+2,74%), chegando aos 228,62 pontos, o ICPSuíno subiu 2,17%, fechando o décimo mês de 2019 em 226,51......
Santa Catarina amplia as exportações de carne suína para a China17/10/19 A crise enfrentada pela China na suinocultura com o avanço da peste suína africana tem feito o gigante asiático comprar mais carnes de Santa Catarina. O país já responde por 57% de todo o faturamento catarinense com as......

Voltar para EDITORIAS