-
Postado em 26 de Fevereiro de 2019 às 10h39

Encadeamento produtivo do agronegócio aumenta competitividade no campo

Cooperativas (26)

Um projeto catarinense voltado à melhoria dos índices de produtividade e competitividade que promove a inserção de pequenos negócios em cadeias de valor de grandes empresas por meio de relacionamentos cooperativos ganhou visibilidade nacional pelos expressivos resultados, tanto que no ano passado ampliou sua atuação e passou a atender o Rio Grande do Sul, Paraná do Mato Grosso do Sul mediante investimentos de R$ 11 milhões. Falamos do “Encadeamento Produtivo Aurora Alimentos – Sebrae/SC: suínos, aves e leite”, desenvolvido em parceria com cooperativas e entidades, que atendeu somente em 2018 mais de 2.300 produtores rurais nos quatro Estados. Neste ano, a previsão é de aproximadamente 2.000 novos participantes.

  • Revista Setor Agro & Negócios -

O superintendente do Sebrae/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca, realça que o Encadeamento Produtivo é um projeto fundamental para o aprimoramento da gestão das empresas rurais. “A velocidade com que ocorrem as demandas de mercado exige agilidade e inovação para que as empresas se mantenham ativas e produtivas. Com os pequenos negócios de todas as cadeias produtivas isso não é diferente. Para que se mantenham competitivos, devem se adequar de maneira rápida às demandas da sociedade, de clientes e fornecedores. E para que isso aconteça, os empresários precisam ter em mente a necessidade de buscar profissionalização e qualificação, além da inovação constante”.

Segundo o coordenador regional oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, o trabalho desenvolvido no ano passado foi de pleno êxito, uma vez que todos os objetivos foram atingidos. “As pessoas estão entendendo que existe uma cadeia produtiva e que todos precisam fazer sua parte bem-feita para competir e gerar oportunidades, movimento econômico, inclusão e qualidade de vida a todos”.

O vice-presidente da Aurora Neivor Canton, observa as soluções que atualmente fazem parte do Encadeamento Produtivo, denominadas de Programas e Qualidade, têm um longo histórico bem-sucedido por meio de relacionamento entre Aurora e Sebrae. “Esses programas foram essenciais para manter produtivas e competitivas as famílias rurais que formam a base produtiva da Aurora Alimentos e expansão aos demais Estados foi uma medida fundamental para elevar ainda mais a competitividade da cadeia produtiva do agronegócio”.

Os treinamentos executados por meio do projeto contemplam o “De Olho na Qualidade Rural”, “De Olho Granjas”, “Qualidade Total Rural”, “Times de Excelência”, “Sustentabilidade”, “Resgate De Olho” e capacitações para técnicos.


PARCEIROS
O Projeto “Encadeamento Produtivo é desenvolvido em Santa Catarina com as parcerias do Senar, Sescoop, Sicoob, Fundação Aury Luiz Bodanese, Cooperalfa, Itaipu, Auriverde, Coolacer, Copérdia, Caslo, Cooper A1 e Coopervil. No Rio Grande do Sul, conta com a parceria do Sicredi, Cooperalfa, Cooper A1 e Copérdia. No Paraná, participam a Cooperalfa, Copérdia e Cocari e, no Mato Grosso do Sul, Coasgo e Coperalfa.

 

Texto e foto: MB Comunicação.

Veja também

Topigs Norsvin anuncia a criação de diretoria Técnica no Brasil16/09Com mais de uma década de empresa, Marcos Lopes assume este novo desafio focado na ampliação do relacionamento com os clientes Buscando excelência no suporte técnico aos clientes, a Topigs Norsvin, líder mundial em pesquisa e desenvolvimento de genética suína, comunica a instituição de uma diretoria técnica na empresa. Marcos Lopes, até então atuando como gerente de Genética Global, assume o cargo de diretor Técnico no Brasil. O cargo foi criado para......
José Roberto Ricken é reeleito presidente do Sistema Ocepar05/04/19 O engenheiro agrônomo José Roberto Ricken foi reconduzido ao cargo de presidente do Sistema Ocepar, nesta semana, em Curitiba, durante a Assembleia Geral Ordinária (AGO) de prestação de contas do exercido de 2018. Na......

Voltar para EDITORIAS