-
Postado em 24 de Junho às 10h55

SC investe R$ 4,5 milhões em projetos para captação, armazenagem e uso da água no meio rural

Mercado (130)

Os produtores rurais de Santa Catarina contam com novas linhas de crédito para investimento em sistemas de captação, armazenagem e uso da água. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, está destinando R$ 4,5 milhões para apoiar os agricultores na construção de aproximadamente 200 poços artesianos, cisternas e projetos de irrigação.

"Essa é uma iniciativa muito importante para garantir a produtividade e a renda na agricultura. Os produtores rurais são uma força fundamental na economia catarinense. Apoiamos esses produtores neste período de desafios e acreditamos no papel importante que eles têm no desenvolvimento do estado", ressalta o governador Carlos Moisés.

Os períodos de estiagem não são raros em Santa Catarina e desde junho de 2019 os produtores rurais sofrem com os impactos da seca. Segundo estimativas do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), o estado acumula prejuízos que passam de R$ 436 milhões com a estiagem, principalmente na produção de grãos, fruticultura e bovinocultura de leite.

"São três projetos da Secretaria da Agricultura para viabilizar projetos de construção de poços artesianos, armazenamento de água e também irrigação para ajudar os produtores nesses períodos de estiagem. É uma ação importante do Governo do Estado para dar mais tranquilidade aos agricultores em tempos de estiagem", reforça o secretário da pasta, Ricardo de Gouvêa.

Água para o campo

O Água para Todos conta com recursos para financiamentos para construção de poços, estruturas de armazenagem e distribuição de água.

Os financiamentos serão de até R$ 25 mil por produtor ou até R$ 50 mil para projetos coletivos, que poderão ser pagos em até 36 meses, com seis meses de carência e sem juros.

Financiamentos para construção de poços artesianos

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural está investindo, via Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), R$ 1,5 milhão em financiamentos sem juros para captação e uso da água.

O financiamento via FDR tem o limite de R$ 25 mil por produtor, com cinco anos para pagar e sem juros. Essa é uma linha já existente e que será reforçada ao longo de 2020.

Programa Irrigar

Subvenção aos juros de financiamentos contraídos pelos produtores rurais, num limite de R$ 30 mil e juros de até de 4,5% ao ano, durante um período máximo de oito anos. Os bônus dos juros serão pagos anualmente para os agricultores.

 

Com informações Assessoria de Imprensa Epagri

Veja também

Exportações do setor agropecuário registram aumento de 17,5% no primeiro quadrimestre de 202005/05 As vendas externas da agropecuária brasileira tiveram um crescimento de 17,5% pela média diária nos quatro primeiros meses do ano, comparando com igual período do ano anterior. Apesar da pandemia do Novo Coronavírus, o trabalho de abertura de mercado para os produtos agropecuários brasileiros continua trazendo bons resultados para o país. Houve aumento das......
Segundo semestre de 2019 será marcado pela escassez de arroz09/07/19 Os estoques de passagem no Brasil serão os menores dos últimos 20 anos, considerando o final do ano agrícola, pelos números da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em função da quebra expressiva de......

Voltar para EDITORIAS