-
Postado em 09 de Maio de 2019 às 10h51

Tecnologias aplicadas para produção leiteira são expostas no Interleite Sul 2019

Eventos (80)

Com o uso das tecnologias está cada vez mais fácil para o produtor rural administrar sua propriedade. Exemplos disso são os aplicativos que têm facilitado na identificação de doenças e monitoramento do rebanho. Esses sistemas são apresentados por expositores que participam do Interleite Sul 2019, que acontece no Centro de Eventos Plínio Arlindo De Nes e encerra nesta quinta-feira.
Desenvolvido há sete meses, o aplicativo OnFarm App tem o objetivo de identificar bactérias causadoras de mastites, doença relacionada à glândula mamária do gado leiteiro. O gerente técnico da empresa OnFarm, desenvolvedora do aplicativo, Eduardo de Souza Campos Pinheiro, explicou que os produtores adquirem o aplicativo por plano e recebem o laboratório de análise na fazenda. “O leite deve ser passado em uma das placas e colocado na incubadora. No dia seguinte o produtor terá o resultado da bactéria que afetou o gado leiteiro de sua propriedade”, esclareceu.
O gerente técnico complementou que cada bactéria possui uma cor diferente, logo, o produtor colocará as características no aplicativo que mostrará o melhor tratamento para a bactéria que prejudica o animal, sem afetar as que estão saudáveis.
Outro case de aplicativo exposto no Interleite Sul 2019 é o SensHub™, que está relacionado ao monitoramento do gado, com brincos de monitoramento de atividade, estresse térmico, alimentação, quais vacas precisam ser examinadas e inseminadas, por exemplo. O coordenador regional Sul, da empresa Allflex, Jeronimo Silveira Ribeiro, explicou que, além do monitoramento existe a identificação do animal. “Os brincos eletrônicos possuem um número que é cadastrado no aplicativo responsável por enviar todas as informações sobre o animal, como por exemplo, a saúde do mesmo, identificando se ele precisa de cuidados ou não, com baixa imunidade e se está em cio, mostrando qual a melhor hora para a inseminação”. Complementou que outra opção de monitoramento é o colar eletrônico que manda os sinais através de uma antena.
As tecnologias do campo também fazem parte dos seis painéis do Interleite Sul 2019 apresentados por 22 palestrantes-debatedores, que explanam sobre um conjunto de temas da atualidade econômica, científica e mercadológica. O seminário tem como foco apresentar as principais mudanças que ocorrem na cadeia, e facilitar a aproximação entre indústrias e produtores.
REALIZAÇÃO
O evento é uma iniciativa da AgriPoint e tem como patrocinadores diamante a Lac Lélo, Piracanjuba e Syngenta. O patrocínio platina é da Ceva, Hipra, Lely, Orde Milk, Pioneer, Sementes Adriana e Vetoquinol. O apoio é da Mais Leite, Prefeitura de Chapecó, Grupo Apoiar, Viva Lácteos, Transpondo, Sindicato Rural de Chapecó, Udesc, Mundo do Leite, Intecsol, Balde Branco, Agro e Negócios, Chapecó e Região Convention Visitors Bureau e Emater/RS.

Veja também

Startups brasileiras com soluções para o agronegócio podem concorrer a investimento de US$ 1 milhão no Vale do Silício21/11/20Inscrições para participar da Startup World Cup - Regional Brasil vão até 29/11 Startups com soluções para o agronegócio podem se inscrever até o dia 29/11 para a Startup World Cup 2020 - Regional Brasil, a maior competição de startups do mundo, promovida em mais de 50 países pela Pegasus Tech Venture. A startup vencedora da etapa brasileira concorrerá no Vale do Silício, no EUA, em 2021, a um investimento de US$ 1......

Voltar para EDITORIAS