-
Postado em 28 de Fevereiro às 09h36

Uso de estratégias reduz perda de peso dos bezerros na fase da desmama

Bovinocultura (44)

Reduzir a perda de peso dos bezerros na fase após o desmame é o principal desafio dos pecuaristas no período, já que, quando separados de suas mães, os animais podem passar mais tempo caminhando. Com isso eles pouco se alimentam, ruminam e descansam.

“Temos casos do animal ficar até 10 dias sem ir ao cocho de suplemento, chegando a perder 20 kg em um mês”, explica o médico-veterinário e gerente de Tecnologia e Marketing da Connan, Marcio Bonin.

O desmame é feito, normalmente, quando o animal completa de 6 a 8 meses, geralmente de maneira abrupta, o que gera estresse aos bezerros e causa impactos consideráveis em sua saúde e desempenho.

Por ser um momento delicado, o pecuarista deve estar atento a algumas orientações que ajudam a amenizar os sintomas dessa separação. Especialistas indicam que manter as vacas ou madrinhas em um espaço próximo à cria ajuda a diminuir a ansiedade dos animais, mesmo que não estejam no mesmo ambiente. Mas muitas vezes isso não é possível, uma vez que os bezerros são desmamados e vendidos para outras propriedades, tendo assim o estresse do desmame acentuado pelo impacto do transporte e também a adaptação ao novo ambiente.

“Esse efeito em cadeia reforça a importância de tratarmos a fase de separação dos bezerros com atenção e cuidado, pois o aparte oferece muitos prejuízos ao bem-estar animal e consequentemente ao negócio”, reforça Bonin.

A perda que é registrada pelo animal neste período impacta diretamente no ciclo de produção, pois o bezerro pode demorar de 3 a 8 semanas para recuperar o peso perdido na fase da desmama.

Estratégias para reduzir perdas

Para minimizar essas perdas a Connan, em parceria com a Embrapa Gado de Corte analisou o comportamento dos animais e desenvolveu um protocolo exclusivo que visa fazer com que os animais deixem de ter medo do ser humano e ainda aprendam o caminho do cocho.

“O primeiro passo é o animal deixar de temer a presença do homem. Com isso, nos primeiros cinco dias o vaqueiro passa a ir ao pasto e conduzir os animais até o cocho. Registrou-se, em alguns casos, que no terceiro dia os bezerros respondem ao vaqueiro na porteira, demonstrando confiança e melhor adaptação ao novo ambiente”, explica Bonin.

Outro ponto de atenção deve ser o espaço destinado aos animais, que deve ter sua disposição diferente dos tradicionais. “A ideia é condicionar os animais em um pasto menor, com cocho de água e de suplemento próximos, na lateral do piquete. Outra forma de acelerar a adaptação e evitar a redução de peso é oferecer ao animal comida boa, ou seja, agradar o paladar dos bezerros com um suplemento de qualidade”, destaca o gerente.

O Connan Master 1000, suplemento mineral proteico energético utilizado no protocolo, é um produto que atende os requisitos necessários para o desmame, pois além de ser palatável e atrativo para os bezerros, também manipula a fermentação ruminal e fortalece a saúde do animal, melhorando o aporte de nutrientes para ganho de peso.

“Em nossos experimentos registramos resultados que animaram os pecuaristas. Tivemos uma redução significativa de perda de peso e até mesmo casos de ganho de até 9kg por animal nessa fase crítica do ciclo de produção. Mais uma vez os testes comprovam a importância do manejo e da nutrição adequados na fase da desmama e, principalmente a preocupação com o bem-estar animal, fatores que interferem diretamente no produto final oferecido aos frigoríficos”, finaliza Bonin.

Sobre a Connan

Com sede em Boituva (SP) e filiais em Campo Verde (MT) e São Gabriel D’Oeste (MS), a Connan – Geração de Resultados iniciou suas atividades em 2004 e tem como principais os engenheiros agrônomos Fernando Penteado Cardoso Filho e Eduardo Penteado Cardoso, membros da família fundadora da empresa MANAH, do famoso slogan “Com MANAH adubando dá”, criado pelo patriarca Dr. Fernando Penteado Cardoso. Os dois irmãos, e sócios, também são detentores da patente Nelore Lemgruber, desenvolvendo e expandindo a genética na Fazenda Mundo Novo.

Com mais de 150 representantes comerciais, a Connan é a única empresa nacional a produzir o próprio fosfato bicálcico, o que lhe confere grande diferencial competitivo e garantia de qualidade dos produtos. Mais informações: http://www.connan.com.br

 

Com informações Assessoria de Comunicação Connan

Veja também

Produtores de carne investem na criação de novilhos precoces10/09/19 Tradicionalmente o abate de bovinos na indústria brasileira de carnes se dá quando o animal tem mais de 36 meses. Atendendo ao mercado consumidor, agricultores estão investindo no sistema de produção de novilhos precoces, em que os animais são entregues ao frigorífico com até 30 meses. Com um mercado consumidor cada vez mais exigente, a carne de Santa......
Santa Catarina amplia em 223,5% a produção de leite em 21 anos08/07 Santa Catarina se consolida como quarto maior produtor brasileiro de leite e registra crescimento recorde na produção. Um levantamento do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) demonstrou que, de 1996 a 2017, o......

Voltar para EDITORIAS