-
Postado em 20 de Abril às 19h39

Copercampos terá incremento de 50% na área de trigo nesta safra

Grãos (70)

Cooperativa registra ainda, aumento de 60% na venda de sementes de cereal

A área plantada de trigo da safra 2021 será maior na região de atuação da Copercampos. A valorização do cereal é o principal motivo disso. A cooperativa registra nesta safra, vendas histórias de sementes.

De acordo com o Gerente de Sementes, Marcos Juvenal Fiori, houve incremento de 60% nas vendas de sementes de trigo. A Copercampos multiplicou 19 variedades do cereal na safra passada, com tecnologia, alto potencial produtivo e cultivares adaptadas a região. “Registramos neste ano, um incremento na comercialização de sementes de trigo devido ao bom momento da cultura no mercado e potencial de produção altamente promissor. Temos sementes com alta qualidade e que possibilitarão bons rendimentos em produtividade”, ressalta Fiori.

Em Campos Novos/SC, por exemplo, a área plantada com trigo deve ultrapassar os 10 mil hectares, contra 7 mil/ha na safra passada. Os números são expressivos, pois desde 2011, há uma redução safra após safra da área plantada com a cultura. Há dez anos atrás, por exemplo, a área plantada foi de 11 mil hectares.

Os associados da Copercampos semearam na safra 2020, por exemplo, 4 mil hectares de trigo e nesta, serão destinados mais de 6 mil hectares para o cereal. Segundo o Gerente de Assistência Técnica, Eng. Agrônomo Fabrício Jardim Hennigen, alguns fatores explicam o interesse dos agricultores na cultura. “O principal motivo para investir no trigo é a boa valorização do cereal. Além disso, o custo de produção está atrativo se comparado ao potencial produtivo, além da otimização de máquinas, mão de obra, utilização das áreas e manejo para as culturas subsequentes. São fatores que agregam na atividade e podem gerar boas receitas”, explica Fabrício.

O custo de produção do trigo na safra 2019, por exemplo, era de R$ 3.091,49, ou seja, 73,60 sacos/ha, visto que o valor do trigo em abril do ano, era de R$ 42,00 o saco/60kg. Já em 2020, a implantação de um hectare de trigo custou ao agricultor, R$ 3.226,81. O saco de trigo foi comercializado no mês de abril do ano, há R$ 50,00, sendo de 64,53 sacos/há.

Já no início de 2021, o custo de produção do trigo apresentado pelo Departamento Técnico da Copercampos foi de R$ 3.913,32. O cereal no início de abril estava cotado a R$ 85,00 o saco/60kg, com média de 46,03 sacos/ha. Segundo Fabrício, houve um aumento em fertilizantes nos últimos dias, que pode elevar o custo da lavoura. O custo de produção elaborado pela equipe da cooperativa leva em conta insumos, mão de obra e combustíveis, por exemplo, exceto arrendamento.

 

Texto e imagem: Copercampos

Veja também

Safra de grãos supera pandemia e mantém alta produção com 251,8 milhões de toneladas13/04/20 A pandemia de Covid-19 enfrentada pelo mundo não afetou o andamento da safra brasileira de grãos. Com os produtores rurais mantendo as atividades, a estimativa da produção de grãos passou de 251,9 milhões de toneladas para 251,8 milhões de toneladas, uma queda de aproximadamente 100 mil toneladas. Os níveis recordes de colheita estão mantidos, conforme o......
Governo de SC investirá R$ 18,6 milhões para aumentar produção de milho06/02/20 Maior importador de milho do Brasil, Santa Catarina quer aumentar o cultivo e a produtividade de suas lavouras. O Governo do Estado irá investir R$ 18,6 milhões para apoiar a aquisição de 200 mil sacos de semente de milho. A......

Voltar para EDITORIAS