-
Postado em 20 de Abril às 19h39

Copercampos terá incremento de 50% na área de trigo nesta safra

Grãos (74)

Cooperativa registra ainda, aumento de 60% na venda de sementes de cereal

A área plantada de trigo da safra 2021 será maior na região de atuação da Copercampos. A valorização do cereal é o principal motivo disso. A cooperativa registra nesta safra, vendas histórias de sementes.

De acordo com o Gerente de Sementes, Marcos Juvenal Fiori, houve incremento de 60% nas vendas de sementes de trigo. A Copercampos multiplicou 19 variedades do cereal na safra passada, com tecnologia, alto potencial produtivo e cultivares adaptadas a região. “Registramos neste ano, um incremento na comercialização de sementes de trigo devido ao bom momento da cultura no mercado e potencial de produção altamente promissor. Temos sementes com alta qualidade e que possibilitarão bons rendimentos em produtividade”, ressalta Fiori.

Em Campos Novos/SC, por exemplo, a área plantada com trigo deve ultrapassar os 10 mil hectares, contra 7 mil/ha na safra passada. Os números são expressivos, pois desde 2011, há uma redução safra após safra da área plantada com a cultura. Há dez anos atrás, por exemplo, a área plantada foi de 11 mil hectares.

Os associados da Copercampos semearam na safra 2020, por exemplo, 4 mil hectares de trigo e nesta, serão destinados mais de 6 mil hectares para o cereal. Segundo o Gerente de Assistência Técnica, Eng. Agrônomo Fabrício Jardim Hennigen, alguns fatores explicam o interesse dos agricultores na cultura. “O principal motivo para investir no trigo é a boa valorização do cereal. Além disso, o custo de produção está atrativo se comparado ao potencial produtivo, além da otimização de máquinas, mão de obra, utilização das áreas e manejo para as culturas subsequentes. São fatores que agregam na atividade e podem gerar boas receitas”, explica Fabrício.

O custo de produção do trigo na safra 2019, por exemplo, era de R$ 3.091,49, ou seja, 73,60 sacos/ha, visto que o valor do trigo em abril do ano, era de R$ 42,00 o saco/60kg. Já em 2020, a implantação de um hectare de trigo custou ao agricultor, R$ 3.226,81. O saco de trigo foi comercializado no mês de abril do ano, há R$ 50,00, sendo de 64,53 sacos/há.

Já no início de 2021, o custo de produção do trigo apresentado pelo Departamento Técnico da Copercampos foi de R$ 3.913,32. O cereal no início de abril estava cotado a R$ 85,00 o saco/60kg, com média de 46,03 sacos/ha. Segundo Fabrício, houve um aumento em fertilizantes nos últimos dias, que pode elevar o custo da lavoura. O custo de produção elaborado pela equipe da cooperativa leva em conta insumos, mão de obra e combustíveis, por exemplo, exceto arrendamento.

 

Texto e imagem: Copercampos

Veja também

Produção de grãos sinaliza recorde final de 253,7 milhões de toneladas12/08/20 A produção de grãos da safra 2019/20 do Brasil caminha para o desfecho final de mais um recorde, com a marca de 253,7 milhões de toneladas. Isto representa um crescimento de 4,8% ou o equivalente a 11,6 milhões de toneladas sobre a produção da safra passada. O carro-chefe dos grãos é comandado pela soja e milho, que garantem quase 90% da......
Faesc: seca agrava escassez do milho15/01/20 A estiagem que atinge o sul do Brasil afeta a produção e a produtividade das lavouras de milho e de soja. Para Santa Catarina, maior importador de milho do País, a seca pode agravar o abastecimento das cadeias de aves e......

Voltar para EDITORIAS