-
Postado em 03 de Dezembro de 2020 às 22h53

Especialista da Cobb defende uniformidade na produção de matrizes de frango

Avicultura (41)

Para o médico veterinário e gerente Regional da Cobb-Vantress, Lucas Schneider, boas praticas de produção, como bom arraçoamento, ingestão de nutrientes necessários na ração e seleções para manter lotes uniformes são estratégias para melhor eficiência produtiva e rentabilidade.

Uniformidade. Essa é a palavra de regra que deve ser perseguida a todo custo para a produção de matrizes de frango. Quem defende essa proposta é o médico veterinário e gerente Regional da Cobb-Vantress, Lucas Schneider. As matrizes geram os pintinhos de um dia que vão povoar as granjas até que estejam prontos para o abate. Se a produção dessas aves “mães” falhar em algum ponto, toda a cadeia de frango pode sofrer com perda de desempenho.

“O sucesso na produção de ovos e pintainhos de melhor qualidade tem uma relação estreita com a uniformidade. Matrizes uniformes geram ovos uniformes e pintinhos uniformes”, explica. De acordo com ele, usar as boas práticas de produção é fundamental para alcançar um plantel com mesmo peso. “Para chegar à uniformidade, o produtor tem que ter foco naquilo que é simples, como bom arraçoamento, ingestão de nutrientes necessários na ração e ainda as seleções para manter os lotes uniformes”, explica.

Ainda segundo ele, o trabalho é mais simples se o produtor seguir as orientações das casas genéticas, que são as responsáveis por desenvolver as aves através de pesquisa e seleção das melhores. “Temos que dar atenção ao controle do peso. Uma das funções que os criadores devem ter é procurar seguir ao máximo as tabelas de peso das casas genéticas. Esses números são gerados em cima dos melhores resultados de performance, com os melhores pedigrees”, orienta o médico veterinário.

Ao contrário dos criadores de frango, que recebem por quilo, o produtor de matrizes recebe por ave. São cinco meses e meio para que o ciclo de recria seja completo. Nesse tempo, recebe mensalmente por ave produzida. “É feito um pagamento mensal, mas os produtores podem ter bonificações, por exemplo, se atingirem alta viabilidade”, encerra Schneider.


Sobre a Cobb-Vantress
A Cobb-Vantress é a empresa produtora de aves de corte de pedigree mais longeva do planeta. Com sede nos Estados Unidos, fornece genética de ponta, saudável, de qualidade e acessível para todo o mundo, com presença em mais de 120 países. A Cobb-Vantress é uma empresa global, que utiliza pesquisas e tecnologias inovadoras para alcançar o que há de melhor na indústria avícola global. Para mais informações, acesse www.cobb-vantress.com.

 

 

Texto: Agronotícia

Imagem: Unsplash

Veja também

Novas vacinas buscam o avanço da biossegurança na avicultura brasileira18/06Antônio Piantino, membro do Conselho da FACTA, analisa o atual cenário de vacinação no setor A ciência e a tecnologia estão a favor da sanidade avícola e a inovação trouxe muitos benefícios para os processos de vacinação, permitindo vacinar vários animais ao mesmo tempo e garantindo um lote mais homogêneo, fortalecendo a criação de programas vacinais para diversas situações epidemiológicas. O......
A Doença de Gumboro em granjas de postura: qual o real impacto na avicultura atual?19/08Anúncio faz parte do novo plano de transformação da empresa visando crescimento sustentável no Brasil e no mundo A Doença de Gumboro, ou Doença Infecciosa da Bursa (DIB), é uma enfermidade viral que acomete a avicultura mundial desde a década de 60, e no Brasil se tornou mais evidente no dia a dia da produção no final dos anos......

Voltar para EDITORIAS