-
Postado em 06 de Fevereiro de 2020 às 07h26

Governo de SC investirá R$ 18,6 milhões para aumentar produção de milho

Grãos (73)

Maior importador de milho do Brasil, Santa Catarina quer aumentar o cultivo e a produtividade de suas lavouras. O Governo do Estado irá investir R$ 18,6 milhões para apoiar a aquisição de 200 mil sacos de semente de milho. A ação faz parte do Programa Terra Boa, lançado pela Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural em janeiro, que deve atender 50 mil produtores rurais.

"Essa iniciativa é mais uma forma de aumentar a competitividade do estado, já que o milho é um produto estratégico para alavancar ainda mais o agronegócio catarinense. Queremos levar o desenvolvimento para todas as regiões e apoiar o produtor rural", reforça o governador Carlos Moisés.

As sementes de milho disponibilizadas pelo Programa são de médio a altíssimo valor genético, que geram um rendimento maior por hectare plantado. A intenção é diminuir o deficit do grão em Santa Catarina, trazendo mais competitividade para as agroindústrias instaladas no estado e mais renda ao produtor rural.

"O fomento à produção de milho é essencial para Santa Catarina haja vista a grande quantidade de suínos e aves que temos no estado e que movimentam a nossa economia e garantem boa parte do PIB do agronegócio. É importante frisar que a aquisição dessas sementes passa pela Epagri, então os produtores devem procurar os escritórios municipais da empresa para conversar com os técnicos sobre qual a melhor cultivar para o plantio e também para fazer as correções de solo utilizando o calcário", explica o secretário adjunto da Agricultura, Ricardo Miotto.

Com uma produção média de três milhões de toneladas e um consumo de quase sete milhões de toneladas para alimentação animal, os catarinenses buscam aproximadamente quatro milhões de toneladas do grão nas lavouras do Centro-Oeste e dos países vizinhos todos os anos.

Terra Boa

Além das sementes de milho, o Programa Terra Boa contempla ainda o apoio para aquisição de 300 mil toneladas de calcário, 3,5 mil kits forrageira, mil kits solo saudável e 500 kits apicultura. O investimento total será de R$ 53,5 milhões e a expectativa da Secretaria da Agricultura é atender 70 mil agricultores em todo o estado

O Programa é resultado de um convênio firmado entre a Secretaria da Agricultura, Secretaria de Estado da Fazenda, agroindústrias e cooperativas.

Relação de Troca

Para cada saca de 20 quilos de sementes, classificadas nos determinados grupos, o produtor deverá ressarcir a diferença entre o preço de venda menos os respectivos valores dos subsídios, cujo montante será convertido em quantidade de sacas de produto de 60 quilos de milho consumo tipo II, utilizando como base o preço unitário de referência fixado em R$ 25.

 

Com informações Assessoria de Imprensa Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de SC

Foto: Pixabay

Veja também

Trigo encerra colheita no Rio Grande do Sul com crescimento de 25,4%04/12/19 A Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS) divulgou uma avaliação da safra de trigo 2019, que está no final da colheita no Rio Grande do Sul. Os dados da safra são positivos em relação a temporada passada quanto ao volume de produção. Em termos de área plantada, em 2018 o Estado cultivou......
Campeões de produtividade de soja dão dicas para altas produtividades29/09/20 A produção brasileira de soja deve alcançar recorde de 133,5 milhões de toneladas na safra 2020/21 e crescer 4,4% em produtidade de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O mês de setembro marca o......

Voltar para EDITORIAS